sábado, 9 de junho de 2012


Não tente ser eu!

Influências podem construir sua personalidade? Não siga a falácia do nada se cria tudo se copia! Adapte a si mesmo! Quando reconhecemos nossos limites, estamos preparados para superá-los! Sem pretensão, alguma vez já se sentiu um paradigma? Através de você pessoas podem mudar... Não existe certo e errado, trabalhe pelo que você realmente acredita e te faça feliz, só não queira ser quem você admira! Originalidade é fundamental.
Atualmente, imergimos numa apoteose voyerista. Não de maneira pejorativa, mas assim descrevo esses sites de relacionamentos. Aqui ressalto Deleuze, são formas glamourizadas de controle. O internauta vigia e controla seus face-amigos.  Curta! Cutuque! Compartilhe! Você não pode ficar à margem de algo que contagiou o planeta! O que antes era temido; o controle e o vigiar e também o que era protegido; a privacidade e a intimidade tornam-se objetos de fascínio.

Visibilidade pode ser uma armadilha. Nossa sociedade vem criando cada vez mais uma condição de transparência dos seus participantes e muitas vezes, estamos reivindicando algo somente para sermos modernos. Não há como negar que tudo isso é atraente, mas nos torna vulneráveis. Sou vítima do meu exibicionismo aliado ao voyerismo de alguém... O usurpador está à espreita!


2 comentários:

  1. Danke!!! Thanks!!! Obrigado!!! É bom saber que alguém que vc admira gosta do que vc escreve!

    ResponderExcluir