quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Roberto Carlos e a fé em Deus

Hoje de manhã quando eu estava saindo para ir trabalhar, minha mãe ouvia a Rádio Globo e inevitavelmente escutei a Jussara Carioca (se não me engano) falando sobre a visita de Roberto Carlos a Israel. Dizia ela que o cantor perdeu um pouco de sua fé em Deus quando a esposa dele Maria Rita morreu, mas que nos últimos anos tinha voltado a ter fé novamente.... Ao ouvir aquilo só pensei: Esse homem nunca teve fé então...

Pode ser radicalismo da minha parte, mas até onde eu sei é de conhecimento de todos que o ser humano é perecível, afinal, não querendo ressuscitar clichês, mas a única certeza que temos na vida é a de que vamos morrer (e logicamente que todo ser humano morrerá um dia). Claro que não desejamos nossa própria morte e muito menos a das pessoas que amamos, mas é uma lei divina e não podemos evitar que isso aconteça. Sob essa ótica, como um homem que diz ter fé em Deus simplesmente a perde diante de algo tão "básico" como a morte de uma pessoa...


Se fosse uma criancinha, sem qualquer tipo de orientação para a vida, entenderia o termo “perder a fé” se ela passasse pela perda da mãe ou pai e pensasse assim. Mas, um homem que compôs tantas musicas de cunho religioso “perder a fé em Deus” porque sua esposa faleceu de câncer... Para mim é inconcebível! Não achem que estou insensivelmente o julgando. Entendo perfeitamente a depressão dele após a morte de Maria Rita em 1998. Imagino a dor que ele teve (e ainda deve ter), mas Deus é superior e não tem culpa disso... Roberto Carlos também perdeu a mãe há pouco tempo e seguindo nessa lógica, isso não deveria ser então a pá de cal na “fé em Deus” dele? Por que a morte da mãe não o fez perder essa “pseudofé”, mas a da esposa fez? Romantismo? Recorrendo a mais um clichê mãe só tenho uma, já esposa...






Fé segundo a Wikipédia
“É a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta idéia ou fonte de transmissão.”

7 comentários:

  1. Eu te entendo, Anna. Mas ao mesmo tempo, seja por qual motivo for, nos piores momentos da vida de alguém, ou indignação, revolta por algum acontecimento, acho entendível pessoas questionarem Deus, encontrar a resposta muitas vezes é muito dificil.

    ResponderExcluir
  2. Verdade! Eu concordo... Tipo pra mim todas as músicas dele que falam de Jesus e Deus soaram como marketing religioso... Mas,tem que levar em conta tb que todo esse texto foi todo baseado numa declaração da Jussara Carioca, pode ser sensacionalismo puro dela e eu estar sendo injusta com ele, mas bem ou mal me fez refletir sobre fé... Só por isso que vale mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Como eu sou má fiz minha mãe ler isso. Ela ficou chateada comigo e disse que tudo é mentira da Jussara Carioca... ai mostrei os comentários a ela...

    ResponderExcluir
  4. Roberto Carlos,
    mais um que merece se aposentar!
    é sempre o mesmo, tudo é tão mecânico quanto a perna dele.

    não há novidade... seja cantando com Amigos, Elas, em Cruzeiros ou até mesmo em Israel.

    ResponderExcluir
  5. Só quem passa pela dor eminente da perda de um ser muito querido vai entender o que ele quis dizer.

    ResponderExcluir